Cansados de criar variedades de lúpulo com aroma de maracujá, cientistas californianos resolveram alterar o DNA do maracujá e inserir aromas característicos de lúpulo, a fim de utilizar a nova espécie na produção de cervejas.

O projeto começou a ser desenvolvido depois que uma pesquisa nos comentários dos principais fóruns cervejeiros revelou que a expressão “notas de maracujá” constava em 99,99% das resenhas feitas pelos usuários sobre as American IPA.

-Esperamos que eles sejam usados nas cervejas e que, ao experimentar a bebida, o consumidor possa claramente sentir as notas de lúpulo – afirma o diretor de Desenvolvimento Tecnológico Ultra-Mega-Avançado da Universidade de Barley, Iam A. Hophead.

Anúncios