A notícia que todos esperavam tomou um rumo inesperado nas últimas horas das negociações. Assim a Colorado, pioneira no mercado artesanal , compra a maior cervejaria do Mundo para formar o grupo AB Inbevorado.

Com isso, as cervejas de massa nacionais terão mudança nos nomes mas poderão manter as fórmulas pois todas já incluem ingredientes nacionais. O CEO da Colorado, Papai Urso, apresentou a estratégia arrojada para a compra da Ambev:

-Foi um trabalho de ursinho! Tiramos o lúpulo aos poucos de nossas cervejas e sempre guardamos o dinheiro desta economia. Depois de alguns anos, conseguimos juntar tanto capital que chegamos na posição de fazer uma proposta irrecusável aos banqueiros da AmBev. Comenta Papai Urso em entrevista exclusiva ao Cervejonalista.

Esta aquisição promete esquentar o mercado e trazer mudanças profundas nos rótulos nacionais. Papai Urso já avisou que alguns nomes vão ter que buscar raízes nacionais:

-A tendência é que a Brahma, associado à cultura Hindu, agora se chame Vixnu Zero, Oxalá, Iemanjá ou Padre Baloeiro (referências nacionais no imaginário coletivo no que se refere à religião).  A Skol, marca que estamos matando aos poucos, passará a se chamar “É Nois” para ganhar força no mercado paulista, hoje dominado por uma concorrente.

A cervejaria também visa ampliar a linha de rótulos especiais, já com a ideologia de sempre usar ingredientes nacionais. Já são esperadas: Saison de Canjiquinha, Pamonha Pale Ale, Arroz Doce Barlwine, Cural Porter e algumas outras ainda mantidas em segredo.

Anúncios