O cervejeiro caseiro Ralertáu Magnum de Souza foi preso na manhã de hoje em uma loja de insumos cervejeiros por atentado ao pudor, ao solicitar que a vendedora fizesse demonstração de um blow-off ali mesmo, na loja de insumos para produção de cerveja no Centro da capital. Policiais do 5 Batalhão foram chamados ao local pela direção da loja.

-Foi muito desrespeitoso comigo. Ele chegou e mal falou bom dia, já foi colocando o dinheiro no balcão e dizendo que que queria um blow-off… isso não pode ficar assim – lamentou a funcionária Roberta Amilase, da loja Esmalte é Arte.

Ao ser informada pela reportagem do CERVEJONALISTA que o cervejeiro se referia à tal mangueira, a funcionária retrucou:

-Ué, mas porque ele não pediu logo um blowjob? Isto e um copo d’água não se nega a ninguém. Sou uma discípula de Catra.

Anúncios