Realizado recentemente nos Estados Unidos, o World Beer Medals (WBM), principal concurso de cervejas do mês de agosto, distribuiu 176 medalhas de ouro, prata e bronze. O que surpreendeu os participantes e o público é que apenas 83 cervejas estavam inscritas na competição

-O regulamento permitia que a mesma cerveja participasse de categorias diferentes, isso explica a diferença – defendeu Martinho de Boa, organizador do concurso.

Entre as cervejas que mais acumularam medalhas está a Imperial Sour Strawberry Stout, da cervejaria 5 Paulistanos, que conquistou ouro na categoria Stout, prata nas categorias Sour e Imperial e bronze na categoria Fruit Beer. Com 3 cervejas inscritas, a cervejaria recebeu um total de 10 medalhas.

Para o próximo ano, a meta é inscrever mais cervejas de estilos cada vez mais genéricos.

-A expectativa é trazer 5 cervejas e quebrar o recorde de 27 medalhas da competição – afirmou Paulo Guilherme Gomes, da cervejaria. O recorde atual é mantido pela cervejaria Cabra Azul, de Curitiba.

Um cervejeiro artesanal, que preferiu não se identificar por medo de represálias, revelou ao CERVEJONALISTA que usa uma tática para maximizar seu número de premiações:

-O segredo do sucesso é deixar pra enviar no último dia do prazo do concurso. Como as amostras são avaliadas por ordem de chegada, os juízes já vão estar biritados o suficiente pra achar a cerva maravilhosa – explica ele.

Anúncios