O que todos esperavam aconteceu, e mais rápido do que o imaginado. Poucos meses após a Colorado comprar a Ambev (leia a notícia exclusiva do Cervejonalista) numa transação pluribilionária, a qualidade de suas cervejas ficou nitidamente mais baixa, segundo diversos fanboys do Feice nos grupos de degustação. E, como é lei no país, quando algo cai quem assume é o Aécio Neles.

– É uma honra para mim assumir este cargo tão importante. Minha equipe de consultores já entrou em ação dando um choque de realidade na empresa. Com isso, já identificamos que o maior problema é a logística. Assim, já iniciamos a troca das instalações fabris de Ribeirão Preto para a cidade de Cláudio, mais precisamente na fazenda do meu tio. Assim, aproveitaremos equipamentos aeroviários ali construídos – explicou Aécio.

Além das mudanças estruturais, o CEO da ABW Inbevorado já propôs uma nova receita e estilo, uma Pilsen Super Dubbel Bock (PSDB). A cervejeira Fernanda Bueno, neta do narrador Galvão Bueno, já discute os ingredientes com Papai Urso, o criador da marca. Mas, segundo Aécio, não será fácil lançar esta nova cerveja.

Nosso reporter Raí Maltose conseguiu uma entrevista exclusiva com exclusividade para os leitores do Cervejenonalista. Confira na íntegra:

RM- Como você avalia a atual administração?

AN- O governo do PT e a presidente Dilma…

RM- Senador, me refiro à ABW Inbevorado…

AN- Ah sim, mas em tempo de crise, e a economia como está, largada na mão dos comunistas, fica muito difícil ter sucesso. Tenho longa experiência em captar aromas com meu nariz, o que vai ajudar muito nesse trabalho. Minha equipe já está em atuação e vamos privatizar a ABW Inbevorado.

RM – Mas senador, a empresa já é privada…

AN – Ah, não sabia. Ela paga imposto? Bem, de qualquer forma, pó deixar comigo (sic) que a empresa vai decolar, tenho a melhor equipe de profissionais gestores para administrar. Com a nossa nova frota de helicópteros da família Perrella e as instalações do aeroporto da fazenda do meu tio, a distribuição será mais ágil mantendo o frescor.

RM – E para quando o senhor planeja o lançamento da nova cerveja, a PSDB?

AN – Coloquei em pauta no Senado a alteração do BJCP e inclusão desta nova categoria, a Pilsen Strong Dubbel Bock. Já tercerizei o trabalho para uma equipe de especialistas, os jurados da Revista Prazeres da Mesa. O PT, claro, está trabalhando contra, como sempre impedindo o desenvolvimento do Brasil. Na próxima semana tenho uma reunião com o líder da Bancada Amenteigada na Câmara, Luis Dias Cetil. O nobre deputado está muito empolgado com os últimos lotes da Cauim. Vamos aguardar, teremos boas novidades durante o ano de 2016.

Anúncios