Hoje o Brasil acordou com o pedido de prisão contra Rosé Sarney, que além de ex-presidente da República, também já presidiu a Acerva Maranhense. A esperança, sobretudo dos entusiastas da cerveja, é que Sarney faça uma delação premiada, onde finalmente poderemos ter conhecimento sobre a verdadeira história do surgimento da cerveja na humanidade. Essa possibilidade ficou evidente após uma postagem de seu tataraneto no Twitter.

-Que sumérios que nada, a primeira cerveja do mundo foi feita com soja numa fazenda do @rosésarney há 10 mil anos – disse seu tataraneto na rede social.

Procurado pelo Cervejonalista, Sarney negou a veracidade da postagem.

-Esse menino não é mole, viu? Isso é travessura de moleque. Nem parece que já é um adulto de 105 anos. Não tenho envolvimento com a invenção da cerveja, sobretudo porque, embora eu já fosse maior de idade na época, nem beber eu bebia – explicou.

Embora o ex-presidente negue, muitos acreditam que ele tenha a verdadeira versão sobre o surgimento da cerveja, sobretudo pela sua participação direta na costura de um acordão que deu origem ao Código de Hamurabi no ano de 1772 a.C., o que demonstra a influência que exerceu na região da Mesopotâmia.

-Informações mais antigas demoram mesmo para virem à tona , porém relatos mais recentes da história dão indícios da forte influência do ex-presidente na história da cerveja. Em 1516, o PMDB (Partido Mamador De Breja), representado pelo Sarney, compunha a chapa do Duque Guilherme IV da Baviera. Conforme relatos do próprio Sarney, a Lei de Pureza foi uma manobra de caráter econômico, consolidada principalmente por propinas pagas com trigo. Aliás, nesse mesmo período, por conta de uma crise de governabilidade na Baviera, Sarney iniciou sua carreira de Timoneiro, que inclusive o fez ensinar aos portugueses o caminho do Brasil durante as grandes navegações. Nosso objetivo agora é aproveitar também a experiência dele como timoneiro para finalmente revelar a verdade sobre a história de que a IPA surgiu a partir das longas viagens de navio entre Inglaterra e Índia – afirmou Rodrigues Brejanot, Maturador-Geral da República e responsável pelo pedido de prisão do Sarney.

 

Anúncios