Um grupo de matemáticos e futurologistas analisou os últimos resultados do Festival Brasileiro da Cerveja e chegou a projeção que o evento distribuirá, no ano de 2065, mais de um milhão de medalhas.

-Ficamos felizes com essa projeção, pois com a divulgação das cervejas artesanais, cada brasileiro terá sua própria cervejaria num futuro próximo – celebrou Fernanda Reinheitsgebot Escrito Errado, organizadora do evento.

Para chegar a esse número, no entanto, o número de cervejarias participantes quase teria que dobrar em quase 50 anos, o que preocupa o físico Stephen Heineken.

-O grande problema é que duas cervejarias não podem ocupar o mesmo espaço. Se o número de medalhas aumentar nessa proporção, a cerimônia de premiação terá tantos participantes, em um espaço tão reduzido, que poderá gerar um buraco negro, destruindo Santa Catarina – explicou Stephen.

Os organizadores do evento afirmam que medidas de contenção estão sendo tomadas para evitar que um desastre nuclear atrapalhe uma festa tão bonita.

Anúncios