A fila da edição 2015 do IPA Day não para de crescer, e como a próxima edição será nesse fim de semana, ela já chegou ao Rio de Janeiro. A organização do IPA Day só não esperava que sua fila fosse confundida por fãs do Justin Bieber, que ao verem a aglomeração de pessoas próximas ao Sambódromo se juntaram a elas, achando que estavam guardando lugar para o show do cantor, que acontecerá em março de 2017. A confusão foi esclarecida ao vivo durante a transmissão de imagens aéreas do Comandante Adailton, do programa Cerveja Aberta, apresentado pelo jornalista Barcelos RISende.

-Vejam só. Jovens que poderiam estar agora estudando para o ENEM, mas não… mas não… estão esperando um show que só vai acontecer em março do ano que vem! Isso é uma pouca vergonha! Comandante Adailton! Harmonização por corte pra mim, Comandante! Corta pra mim! Vejo copo de azeitona nas mãos de alguns jovens. Gente… se for o que eu estou pensando! Gente, esses jovens, ao que me parece, não estão na fila para show do Justin Bieber coisa nenhuma! Eles estão é na fila do IPA Day de 2015! Os fãs do Justin acharam que a fila era para o show! Só pode ser por causa daquele barril de Punk IPA que ficaram de buscar de traineira na Escócia! – constatou surpreso Barcelos RISende durante a transmissão ao vivo.

A fila sai de São Paulo pela BR116, passando pela Avenida Brasil e chegando ao Sambódromo. Registrada no Guinness Draught Book como a maior fila do mundo, esse fenômeno chama bastante atenção da equipe do Cervejonalista, que consultou um coletivo de aposentados especializados no assunto.

-O interessante dessa fila é que ela se camufla. Acredito que mais pessoas devem ter se enganado e entrado na fila do IPA Day quando tentavam pagar uma conta no banco, ou mesmo comprar pão na padaria da esquina de casa. Agora, é preciso falar sobre o estado desses jovens. Aqui lá está parecendo uma cracolândia, haja vista a aparência sofrida dos hop heads após mais de um ano de fila, e também o copo de azeitona na mão, que pode ter sido confundido com utensílio para concentrar fumaça do cachimbo – explicou seu Filomeno, presidente do coletivo de aposentados.

Anúncios